Associação denuncia crime ambiental na área do Maceió no Bessa

-

A Associação de Moradores e Ambientalistas do Jardim Oceania, em João Pessoa, protocolou denúncia junto ao Ministério Público Federal (MPF) sobre a exploração indevida da Área de Preservação Permanente do Maceió, na Praia do Bessa.

Dentre os principais problemas, destacam-se o desmatamento e o acúmulo de lixo. A entidade informa que entulhos da construção civil foram utilizados para aterrar parte do espaço e transformá-lo em estacionamento.

- Continua depois da Publicidade -

Os ambientalistas afirmam que a ocupação irregular vem aumentando nos últimos meses. Em agosto, foi derrubado um muro que protegia a área, abrindo espaço para depósito de lixo domiciliar e entulhos.

O Maceió do Bessa está inserido em uma Área de Preservação Permanente, que compreende 5.200 metros quadrados e fica entre o mar e a Avenida Afonso Pena.

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui