Funjope: Entrega do Prêmio Políbio Alves terá apresentação da Orquestra Sinfônica

-

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) promove, nesta sexta-feira (12), a cerimônia de entrega do Prêmio Políbio Alves de Literatura. A solenidade para convidados acontece no Theatro Santa Roza, às 18h, e contará com a participação especial da Orquestra Sinfônica Municipal de João Pessoa (OSMJP).

O edital foi o primeiro realizado pela Prefeitura de João Pessoa na categoria literatura em quase uma década, trazendo ainda o diferencial de homenagear o artista em vida.

- Continua depois da Publicidade -

Com este momento, a Funjope encerra o Edital Políbio Alves, premiando os vencedores nas categorias romance, conto, poesia, crônica e ensaio. Nesta segunda-feira (8), os escritores estiveram na sede da Fundação para assinar os contratos, conforme determina o edital.

“A partir de agora, tramita a conclusão do edital, que tem um valor simbólico muito grande para a Prefeitura de João Pessoa porque é o primeiro edital de literatura feito em quase 10 anos”, ressaltou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Ele destacou que a literatura estava esquecida pela gestão municipal e, agora, a Funjope garantiu o edital com premiação para os autores e também a publicação dos livros dos premiados. “Isso é realmente um fato marcante na nossa história recente da literatura de João Pessoa e faz parte de uma política de valorização do livro, da leitura e da biblioteca que nós queremos trazer para a cidade”, acrescentou.

Dentro dessa política, a Fundação tem ainda o projeto ‘Rota das Letras’, com ações permanentes no Pavilhão do Chá, como contação de histórias, debates literários, lançamentos de livros, música e apresentações culturais.

Os premiados – Na categoria romance, o primeiro lugar ficou com Tarcísio Pereira, com o projeto ‘Velho Flor’. No segundo, Ademilson José da Silva foi selecionado com o projeto ‘Sanhauá’. O conto que conquistou a primeira colocação foi ‘Contos que não te contaram’, de Marcos Antônio Pessoa França. Em segundo vem Bianca Rufino do Nascimento com o projeto ‘De quando o rio lavou as histórias’.

Paulo Sérgio Limeira de Moura ficou em primeiro na categoria poesia, com o projeto ‘Soletrar das Sombras’, e Anna Amélia Apolinário da Silva ficou em segundo lugar com ‘Bruxas Sussuram meu Nome’. O projeto que ficou em primeiro na categoria crônica foi ‘Unhas, política e Aristóteles’, de Amanda Karla de Sousa, e em segundo ‘Lá e Cá’, de Vânia Perazzo Barbosa Hlebarova.

Finalmente, na categoria ensaio, Sabrina Rafael Bezerra ficou com a primeira colocação, com ‘Vozes Mulheres’, e Gilvan Bezerra de Brito em segundo com ‘O Fim do Enigma’.

Lançado em março deste ano, o edital tem um valor total em premiação de R$ 50 mil. Os critérios de mérito adotados pela comissão julgadora foram originalidade e relevância da obra, qualidade estética e literária, qualidade de escrita do texto, impacto na sociedade e contribuição à cultura, além da qualidade dos aspectos formais da obra.

O prêmio – Lançado em março deste ano, o edital somou um valor total em premiação de R$ 50 mil. A iniciativa premiou projetos inéditos com a publicação de livros literários. Em cada segmento, foram selecionadas duas propostas. O prêmio em dinheiro para o primeiro lugar em cada segmento é de R$ 6 mil e o segundo, R$ 4 mil.

Fonte: Secom-PMJP

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui