Wallber diz que governo promove arrocho fiscal e cobra segurança para o sertão

-

A falta de segurança na região do Sertão paraibano, com destaque para a cidade de Sousa, e o arrocho fiscal promovido pelo governo do Estado contra pequenos comerciantes, notadamente em Campina Grande. Estes foram os temas levados pelo deputado Wallber Virgolino (Patriota) à tribuna da Assembleia Legislativa da Paraíba, nesta terça-feira (9).

“Em Sousa, quem rouba é o ladrão; em Campina Grande, é o governo que assalta o pequeno comerciante com o maior arrocho salarial dos últimos tempos”, declarou o deputado.

- Continua depois da Publicidade -

De acordo com o parlamentar, a classe empresarial de Sousa tem reclamado da falta de efetivo da Polícia Militar e Civil capaz de garantir o mínimo de segurança na cidade e na região que, atualmente, convive com a insegurança, roubos de lojas e assaltos ao cidadão.

Já em Campina Grande, segundo o deputado, o problema é causado pelo governo estadual, que vem promovendo o maior arrocho fiscal. “Até o pequeno vendedor de feião, na Feira Central de Campina, tem sido alvo dos fiscais do governo”, informou Wallber.

Wallber Virgolino acrescentou que, no caso da segurança, falta efetivo e uma política mais eficiente de inteligência para conter a escalada de roubos e assaltos em Sousa.

Arrocho Fiscal

Quanto ao arrocho fiscal, o deputado disse que o governo ao invés de promover ações para incentivar o comércio, como forma de recuperar o tempo perdido com as lojas fechadas, devido à pandemia da Covid-19, faz o contrário, com tributação forte.

“Por outro lado, o governo dá uma de bom moço, ao dizer que está parcelando as dívidas dos comerciantes. Porém, na verdade, o que o governo faz é aumentar a cobrança, eleva a dívida do contribuinte para, à frente, apresentar um parcelamento irreal. O governo dá com uma mão e tira com a outra”, finalizou.

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui