Covid-19: consulta pública sobre vacinação de crianças começa nesta quinta

-

A partir desta quinta-feira (23) a sociedade civil poderá se manifestar sobre a vacinação de crianças entre 5 e 11 anos contra a Covid-19. Isso será feito através de uma consulta pública promovida pelo Ministério da Saúde. O prazo para a população participar é até o dia 2 de janeiro de 2022.

O documento sobre a consulta pública foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (22).

- Continua depois da Publicidade -

As contribuições devem ser enviadas por meio do endereço eletrônico https://www.gov.br/saude/pt-br. Nessa página, está disponível a documentação relativa à consulta pública, conforme publicado no Diário Oficial da União.

A vacina da Pfizer para essa faixa etária foi autorizada recentemente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), tendo os estudos demonstrado uma eficácia de 90,7% contra o coronavírus. Mas, após essa aprovação, diretores e servidores da Anvisa passaram a receber ameaças de morte. Por isso, a agência pediu investigações e proteção policial para os ameaçados.

Após a polêmica do presidente Jair Bolsonaro (que é contra a vacinação das crianças) ameaçar divulgar o nome das pessoas que aprovaram a vacina, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou no último dia 18 que a decisão do governo sobre a vacinação de crianças de 5 a 11 anos será tomada no dia 5 de janeiro, após audiência e consulta públicas.

Segundo Queiroga, a autorização da Anvisa não é decisão suficiente para viabilizar a vacinação para esse grupo. “A introdução desse produto dentro de uma política pública requer uma análise mais aprofundada. E, no caso de imunizantes, a análise técnica é feita com o apoio da Câmara Técnica Assessora de Imunizações”, disse.

Atualmente a vacinação alcança adolescentes a partir de 12 anos.

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui