Jornalista lança biografia de Biu Ramos nesta quinta-feira (31)

-

O jornalista e escritor Samuel Amaral lança na quinta-feira (31), às 19h, na Livraria A União (Espaço Cultural, João Pessoa) o livro “Biu Ramos: o Timoneiro da Arca de Sonhos” (Editora A União, 2023). A biografia é resultado da dissertação de mestrado do autor, defendida em 2022 no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Federal da Paraíba (PPJ-UFPB), sob orientação da também jornalista e Professora Doutora Joana Belarmino.

Severino Ramos Pedro da Silva, mais conhecido entre os leitores como Biu Ramos (1938-2018), foi um dos grandes nomes da história da imprensa, integrante da chamada “era de ouro” do jornalismo paraibano, com atuação marcante na segunda metade do século XX. Negro, de origem humilde e com uma deficiência congênita nos pés, Ramos enfrentou o racismo e uma série de preconceitos até firmar-se como um dos mais admirados textos do colunismo político do Estado, conquistando seu lugar por sua escrita impecável e atenção às questões sociais e políticas do seu tempo.

- Continua depois da Publicidade -

Ramos se destacou como um dos últimos polemistas da imprensa, com passagens pelos principais jornais do Estado, como Correio da Paraíba, O Norte, A União e O Momento. Também foi correspondente de importantes jornais nacionais, como o Jornal do Brasil e Folha de S. Paulo. Além disso, ocupou diversos cargos públicos, incluindo o de Secretário de Comunicação de João Pessoa, Procurador do Estado, Secretário de Cultural do Estado, diretor da Rádio Tabajara e do jornal A União, tendo enveredado pela carreira política ao se candidatar a deputado estadual em 1986.

Dividido em dez capítulos, 408 páginas, o livro é prefaciado pelo escritor e historiador Bruno Gaudêncio e apresentado pela professora, jornalista e escritora Joana Belarmino. A publicação também comemora o aniversário de Biu Ramos, que, se vivo estivesse, completaria 85 anos em agosto de 2023.

Comentários sobre a obra

Em “Biu Ramos: o timoneiro da Arca de sonhos”, Samuel Amaral apresenta uma ótima narrativa biográfica. Seu texto é bem construído, objetivo, claro e coerente, demonstrando uma pesquisa profunda que se baseou no rico acervo pessoal do próprio Biu Ramos. Além disso, o autor, habilmente, inclui depoimentos de pessoas que conviveram com o biografado, adicionando camadas de autenticidade e intimidade à narrativa. A precisão e minúcia de Amaral em seu processo de apuração são admiráveis, entregando ao leitor a complexidade que foi seu biografado (Bruno Gaudêncio – historiador e escritor, prefaciador do livro).

O primoroso trabalho da Editora A União entrega ao leitor não apenas a história do jornalista Biu Ramos, mas traz a lume, o nascimento do jornalista investigativo, do jovem e persistente escavador de memórias, Samuel Amaral Veras Bonifácio, que tem a sede pela recuperação do passado da profissão e quer dar a conhecer, através da sua narrativa, os nomes e as cenas desse tempo em que o jornal do dia seguinte fazia sentido e criava opinião na Paraíba (Joana Belarmino de Sousa – professora, jornalista e escritora).

Por várias décadas, Biu Ramos registrou, com sua “metralhadora datilográfica”, os principais acontecimentos e polêmicas na Paraíba. Sua narrativa fluida e apaixonada marcou época no jornalismo paraibano com estilo próprio, conquistando muitos admiradores e desafetos. Entretanto, sua contribuição ao jornalismo ainda não foi devidamente reconhecida pelas novas gerações. A obra de Samuel Amaral corrige esta lacuna na história do jornalismo local, com um texto fundamentado historicamente, envolvente e sofisticado, próprio do jornalismo literário (Glória Rabay – professora e jornalista).

As referências sobre a história do Jornalismo ganham uma obra valiosa: Biu Ramos: o timoneiro da Arca de Sonhos, do paraibano Samuel Amaral, jornalista, pesquisador, escritor. É uma leitura que incentiva o desejo de conhecer e se espraiar pelos caminhos e métodos dos/das jornalistas que constroem o arcabouço da história paraibana. Transitar pela narrativa de Samuel Amaral nos faz compreender a tessitura de acontecimentos políticos, socioeconômicos, vividos e narrados através de uma construção textual que deságua em uma linguagem jornalística clara, simples e objetiva. Biu Ramos fez história e Samuel Amaral registrou! (Suelly Maux – professora e jornalista)

A obra intitulada ‘Biu Ramos: o timoneiro da Arca de sonhos’, da autoria de Samuel Amaral, é uma ode à vida e obra de um dos mais significativos jornalistas e escritores paraibanos, Severino Ramos Pedro da Silva (1938-2018). Sob a perspectiva teórica de Pierre Bourdieu, Biu Ramos foi um profissional em seus estados sucessivos de movimento, capaz de imprimir seu estilo marcante na imprensa paraibana e no fazer literário memorial. Ler é deleite! (Bernardina Freire – professora e presidente da Academia Feminina de Letras e Artes da Paraíba).

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui