Ataques às torres gêmeas do World Trade Center completam 22 anos

-

No dia 11 de setembro de 2001 – há 22 anos – o mundo assistia ao maior e mais bem arquitetado ataque terrorista já visto no mundo. Eram 8h46 da manhã em Nova York quando o voo 11 da American Airlines, que decolou do Aeroporto Internacional Logan em Boston, colidiu com a Torre Norte do World Trade Center.

Assim começou o maior ataque sofrido pelos Estados Unidos em seu próprio território desde Pearl Harbor. Em seguida, nas ruas, os olhares ainda eram de surpresa diante do que parecia um acidente catastrófico. Em poucos instantes, no entanto, ficou claro que se tratava de um ataque terrorista.

- Continua depois da Publicidade -

Às às 09h03, o voo 175 da United Airlines colidiu com a Torre Sul do World Trade Center. A sequência de acontecimentos foi transmitida pela televisão, fato que, pela primeira vez na história, permitiu que um atentado terrorista pudesse ser acompanhado ao vivo por milhões de pessoas em toda parte do planeta.

Pouco mais das 10h da manhã, a Torre Norte do World Trade Center caiu. E, horas depois, a outra torre também desabou.

Na sequência, notícias deram conta de que o atentado ocorria, também, e paralelamente, em outras cidades dos Estados Unidos.

Os Estados Unidos mergulharam no terror. O mundo prendeu a respiração.

Aviões sequestrados

Dois outros aviões foram sequestrados. Um colidiu com o Pentágono. O destino do outro é desconhecido, mas a tripulação e os passageiros enfrentaram os terroristas e causaram a queda da aeronave em uma área desabitada da Pensilvânia.

Em poucas horas, 2.996 pessoas morreram. Um ataque devastador que logo seria reivindicado pela Al Qaeda, a rede islâmica radical liderada por Osama Bin Laden.

Vulnerabilidade

De repente, o país mais poderoso do mundo viu-se vulnerável. Sua cidade mais icônica, Nova York, estava imersa em cinzas flutuantes, que persistiram por dias.

Heróis

Os heróis e heroínas daquele 11 de setembro foram funcionários públicos da cidade de Nova York, com destaque para os bombeiros, que morreram tentando resgatar as pessoas desesperadas presas no World Trade Center.

Resumo

As imagens que chegaram de Nova York naquele 11 de setembro eram incríveis. Parecia algo saído de um filme. Ninguém jamais imaginou que isto poderia acontecer em solo americano.

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui