SECRETARIA DA MULHER: deputadas emitem nota de repúdio contra médico que agrediu ex-companheira

-

A Secretaria da Mulher da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), presidida pela deputada Doutora Paula (Progressistas), emitiu nesta segunda-feira (11) uma nota de repúdio contra o médico João Paulo Casado, flagrado em uma sequência de vídeos agredindo a ex-esposa.

“Como Secretária da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, mas antes de tudo como mulher, registro a minha total indignação e revolta contra a postura do médico João Paulo Casado que aparece em imagens agredindo fisicamente a sua companheira, inclusive na presença de uma criança. A violência contra a mulher, em todas as suas formas, é inaceitável e repugnante, faz-se necessário a aplicação da Lei para o crime cometido”, destacou Doutora Paula na nota.

- Continua depois da Publicidade -

A nota lembra que a violação dos Direitos Humanos está diretamente relacionada a violência contra a mulher, trazendo danos a integridade física e a saúde mental, afetando a família, o trabalho e a saúde pública. Tem sido um problema sistêmico que nos acompanha, em uma cultura dominante e de uma sociedade machista e violenta, onde muitas vezes, erroneamente, tentam culpar a mulher pela violência sofrida, transformando a vítima em algoz.

Confira a nota:

NOTA DA SECRETARIA DA MULHER – ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA PARAÍBA

Como Secretária da Mulher da Assembleia Legislativa do Estado da Paraíba, mas antes de tudo como mulher, registro a minha total indignação e revolta contra a postura do médico João Paulo Casado que aparece em imagens agredindo fisicamente a sua companheira, inclusive na presença de uma criança.

A SECRETARIA DA MULHER na busca de justiça, rompe o silêncio e denuncia esse ato de violência física contra a mulher, constrangendo-a e humilhando, causando transtorno psicológico a mulher e a família.

A violência contra a mulher, em todas as suas formas, é inaceitável e repugnante, faz-se necessário a aplicação da Lei para o crime cometido.

A violação dos Direitos Humanos está diretamente relacionada a violência contra a mulher, trazendo danos a integridade física e a saúde mental, afetando a família, o trabalho e a saúde pública. Tem sido um problema sistêmico que nos acompanha, em uma cultura dominante e de uma sociedade machista e violenta, onde muitas vezes, erroneamente, tentam culpar a mulher pela violência sofrida, transformando a vítima em algoz.

Não raro, há por trás da agressão, está a dependência financeira ou psicológica que prende a vítima na relação conturbada, violenta e perigosa.

Mais uma vez, lamentamos profundamente a violência sofrida pela mulher que aparece nas imagens, e colocamos a SECRETARIA DA MULHER à disposição para enfrentamento na luta contra a violência contra a mulher.

Dra. Paula (PP)
Francisca Motta (Republicanos)
Dra. Jane Panta (PP)
Danielle do Vale (Republicanos)
Silvia Benjamin (Republicanos)
Camila Toscano (PSDB)
Cida Ramos (PT)

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui