Fátima Maranhão reitera que não pretende concorrer a cargo político

-

A desembargadora Fátima Bezerra Maranhão reafirmou, por meio de mensagem enviada ao nosso blog, no final da tarde deste domingo (19), que não pretende concorrer a cargo político, em resposta à leitura do mais recente artigo da nossa coluna, intitulado ‘Fátima Maranhão, uma magistrada na política”.

Na mensagem, a desembargadora destaca que pretende, sim, continuar servindo ao Estado da Paraíba como magistrada. “Esse tem sido o meu caminho e que espero percorrer ainda por um bom tempo “, afirma Fátima Maranhão .

- Continua depois da Publicidade -

Destaco que o artigo, por mim assinado, externa tão somente a opinião do jornalista, com base no que escuta e apura no meio político. Mais do que isso, ratifico o que digo no quarto parágrafo da análise em questão: “Ocorre que, em várias oportunidades, Fátima Maranhão refutou tal possibilidade.”

Confira a mensagem da desembargadora:

“Respondendo a notícia que noticiamos hoje, a desembargadora procura este jornalista e mais uma vez esclarece que não pretende concorrer a nenhum cargo político. Embora cultivando com muito zelo a lembrança do seu marido José Maranhão , o faz por pura devoção à memória de um homem que a Paraíba deve reverência por sua trajetória de vida pública.

Que Deus me conceda saúde e sabedoria para continuar servindo ao meu Estado como magistrada. Esse tem sido o meu caminho e que espero percorrer ainda por um bom tempo.”

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui