Editora A União lança livro ‘Em terra seca nasce flor’, de Ezilda Melo

-

A Editora A União lança, na próxima terça-feira (5), às 19h, o livro de poesia Em terra seca nasce flor, de Ezilda Melo, escritora potiguar radicada na Paraíba que define a obra como “[…] uma ode às mulheres, seja aquelas que sofrem amargas experiências de violências em suas vidas, seja as valorosas mulheres sertanejas, fortes e resilientes”.

O evento de lançamento será na Livraria A União, localizada no térreo do Espaço Cultural José Lins do Rego, em João Pessoa.

- Continua depois da Publicidade -

A publicação é o segundo volume da coleção Elementos de Poesia, que estreou com a obra Águas de Mim, publicado pela Chiado Books, lançado em Porto, Portugal, em julho de 2022, e em agosto deste ano, por meio do edital Arte na Bagagem, do Governo da Paraíba, foi selecionado e premiado para representar a arte produzida por escritoras paraibanas e publicado em Paris.

Em terra seca nasce flor é dividido em duas partes. A autora explica que na primeira, “Desertos e aridez da alma”, quem se faz presente, inicialmente, na voz poética “[…] é a advogada com atuação em violência doméstica e direito de família, ao sinalizar para diversas situações das quais as mulheres são vítimas, seja no aspecto moral, psicológico, patrimonial, sexual, físico e até casos mais extremos que culminam com a morte”. Ezilda conta que as poesias que compõem essa parte do livro foram feitas a partir de histórias reais, tratam o tema com emoção e buscam gerar uma reflexão empática de modo a promover uma sociedade em que o respeito entre os sexos seja tratado como prioridade.

Sobre a segunda parte, “Fertilidade do coração”, Ezilda diz que “[…] a poesia sai do aspecto artivista da secura da violência e floresce na ‘fertilidade do coração’, quando ocorre a ênfase à mulher sertaneja como elemento poético principal, seja através da memória de infância da menina do sítio, de homenagem às ancestrais matriarcas da região que chegaram fugidas da inquisição portuguesa, seja pelo destaque à flora e fauna do Seridó potiguar, profissões e comportamentos que compõem o imaginário de ser e pertencer ao grupo ‘mulheres do Sertão’”.

Este é o segundo livro da escritora, que também conta com 37 publicações coletivas das quais participou como organizadora e co-autora. Ezilda Melo é advogada com atuação em Direito de Família e Direitos Culturais; historiadora; mestra e especialista em Direito Público, pela UFBA; e professora universitária.

Para a escritora, a expectativa é que o lançamento seja um momento de encontro de escritores, leitores e pessoas que trabalham com o enfrentamento à violência doméstica, assim como, “[…] momento de encontrar amigos e entusiastas da cultura sertaneja, em especial da produção que trata das vivências das mulheres do sertão como produto cultural que merece ser lido, refletido e que impacte nas políticas públicas do consórcio norte-nordeste, ao tempo que sirva para sistematizar e mapear informações sobre a literatura contemporânea produzida no Nordeste”.

Serviço

Lançamento: Em terra seca nasce flor, de Ezilda Melo
Data: 05/12 (terça-feira)
Hora: 19h
Local: Livraria A União – Praça do Povo do Espaço Cultural – R. Abdias Gomes de Almeida, 800 – Tambauzinho, João Pessoa – PB
Preço do livro: R$ 30

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui