Prazo dos convocados pelo INSS para agendar perícia termina nesta quinta (11)

-

 O prazo dos segurados convocados pelo INSS, no fim de setembro, para agendar perícia médica termina nesta quinta-feira (11). A medida, que faz parte da operação pente-fino do órgão, visa verificar possíveis irregularidades quanto ao recebimento do benefício por incapacidade temporária (antigo auxílio-doença). Quem não fizer o agendamento terá o pagamento suspenso.

A relação completa dos convocados pode ser consultada no Diário Oficial da União e o exame pode ser marcado através do aplicativo Meu INSS, ou pela Central de Atendimento 135 ou ainda pela página do instituto na internet.

- Continua depois da Publicidade -

Após 60 dias da suspensão do pagamento, caso o segurado não compareça nesse prazo, o benefício poderá ser cancelado.

Mais detalhes da convocação

No último 27 de setembro, o INSS convocou 95.588 segurados para agendar perícia médica até 11 de novembro. No entanto, pouco mais de 10 mil marcaram o exame.

Desde julho passado, o instituto está enviando cartas a 170 mil segurados que não realizam perícia médica há mais de seis meses. Os atendimentos começaram em agosto e a revisão segue até dezembro de 2021.

Quem recebe a notificação tem 30 dias, a contar da data de recebimento informada pelos Correios, para marcar o procedimento.

As pessoas que foram convocadas pelo Diário Oficial da União tratam-se dos beneficiários não localizados nos endereços da base de dados do órgão, ou que receberam a carta de notificação, porém não agendaram a perícia médica.

O que levar no dia da perícia?

Na data marcada para a realização da perícia médica, o beneficiário deve levar os seguintes documentos:

– Carteira de identidade;

– CPF;

– Exames médicos recentes que comprovem a incapacidade de trabalhar;

– Laudo contendo o nome do médico, o registro no Conselho Regional de Medicina (CRM), a descrição e o código da doença (CID).

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui