Eleições: Inversão radical de quadro já aconteceu em Minas

-

Eduardo Azeredo foi o azarão em Minas Gerais, nas eleições de 1994. À época, ele foi eleito governador do Estado de Minas numa vitória improvável que entrou para a história da política mineira. Naquela disputa, houve alteração no resultado da eleição quando levada ao segundo turno.

No primeiro turno, Costa (PP) venceu Azeredo (PSDB) por 48,30% a 27,20% dos votos – uma diferença considerável. No segundo turno, veio a virada:  Azeredo acabou vencendo com 58,65% contra 41,35% de Hélio Costa.

- Continua depois da Publicidade -

A exemplo do pequeno Davi, Azeredo derrotou o então gigante Hélio Costa.

À época, Hélio Costa parecia imbatível. Todas as pesquisas de opinião apontavam vitória disparada deste já no primeiro turno.

Nunca antes na história de Minas tinha ocorrido algo semelhante: uma eleição com candidato favoritíssimo. As eleições em Minas sempre foram muito disputadas, decididas nos últimos votos das últimas urnas.

Um colega jornalista de Minas me revelou que aquela foi uma campanha  atípica para os padrões da política local. Esse fato provocou apatia no eleitorado mineiro, até então acostumado a disputas  acirradas.

Sapato Alto

Favorito absoluto, Hélio Costa subiu no salto e dispensou apoios de partidos pequenos na etapa inicial; não recebia interlocutores, não queria dividir o poder.

Ocorre que o clima “já ganhou” levou muitos eleitores a não comparecer às urnas, no primeiro turno. Aredita-se que, entre os faltosos, a maioria era eleitor de Hélio Costa – pensava que estava tudo resolvido.

Surpresa

Abertas as urnas, Hélio Costa não fechou a fatura no primeiro round, contrariando assim todos os prognósticos. Eduardo Azeredo foi o segundo colocado, levando a disputa para o segundo turno.

Diante do novo quadro, tudo mudou! Hélio Costa mudou a postura, desceu do salto e tentou, tardiamente, reparar a arrogância; saiu à procura daqueles que tivera desprezado na etapa inicial da campanha.

Ante o desprezo de Costa, no início da campanha, os partidos pequenos deram o troco; decidiram virar o jogo e passaram a apoiar Azeredo.

Resultado

Eduardo Azeredo venceu a eleição para governador. E Hélio Costa viu a vitória escorrer pelas mãos.

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui