Cícero entrega Centro de Atenção Psicossocial do bairro Jardim Cidade Universitária

-

O prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, entregou na manhã desta sexta-feira (22) o Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Caminhar, do bairro Jardim Cidade Universitária. O equipamento recebeu uma ampla reforma para atender cerca de 1.395 usuários, em um local mais humanizado, com espaço mais confortável e ambientes climatizados.

“Ouvi o depoimento de quem trabalha aqui, que conhecia as condições que esse Caps tinha, agora recebendo essa reforma e a melhoria dos seus serviços. Além dos usuários também dando o testemunho da mudança que está havendo. Nós estamos dotando a condição física melhor para o trabalho, só que mais do que isso – treinando, qualificando e valorizando os profissionais aqui, para que cada vez mais eles façam uma Medicina preventiva, eficiente e humanizada”, afirmou o prefeito Cícero Lucena.

- Continua depois da Publicidade -

O equipamento recebeu investimento de R$ 315 mil para obras de recuperação da coberta, telhamento, esquadrias, pinturas, modernização da fachada, ambientes climatizados, reforma de banheiros, entre outras intervenções.

A secretaria interina de Saúde, Janine Lucena, disse que a entrega do equipamento mostrar a missão da gestão municipal para resgatar e dar direito a cidadania aos usuários. “Essa gestão olha particularmente as pessoas. A gente cuida da saúde mental, a gente cuida dos nossos raros, dos obesos mórbidos. Ela tem um olhar de detalhe, um olhar para aqueles que muitas vezes foram invisíveis para as outras gestões. Isso é carinho, isso é amor, isso é respeito e compromisso. Vocês podem ter certeza que dessa gestão, tanto da saúde quanto do prefeito, nós continuaremos trabalhando por cada um individualmente, nas suas necessidades, naquilo que mais precisa”, afirmou.

A diretora do Caps, Janaina Demeri, explicou que a unidade atende três tipos de modalidade de usuários. Os de atenção dia, que frequentam um turno duas vezes na semana, de acordo com o projeto terapêutico, o intensivo, que requer um tempo maior de acompanhamento, além da modalidade 24 horas, que podem permanecer até 14 dias, dependendo da estabilização. Para esse perfil, o Caps ganhou leitos muito mais acolhedores.

“Nós temos aqui oficinas terapêuticas, fazemos atendimentos médicos, psicológicos, terapeuta passional. Diante das condições sociais também temos assistentes sociais, a nutrição também. Os usuários, inclusive, dentro do tratamento, tomam café da manhã, almoçam aqui – de acordo com a modalidade que eles estão inseridos, além de atendimento médico-psiquiátrico”, explicou.

Fonte: Secom-JP

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui