Chió propõe política de incentivo ao uso de carros elétricos na Paraíba

-

Para reduzir os impactos ambientais e custos financeiros, o deputado estadual Chió propôs, na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), o incentivo do uso de carros elétricos e híbridos no estado. Usando a tribuna, nesta quarta-feira (4), o parlamentar sugeriu que a frota de veículos da Casa de Epitácio Pessoa possa ser substituída pelos veículos impulsionados a energia elétrica e híbridos.

A sugestão toma como base um projeto de lei sugerido pelo deputado Chió, que está em apreciação pela ALPB, visando o estabelecimento da política estadual de incentivo ao uso de carros elétricos ou movidos a hidrogênio através de crédito correspondente à quota cabível ao estado referente ao IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores), em função da tributação incidente sobre o veículo.

- Continua depois da Publicidade -

“Vários estados já isentam IPVA para quem tem carro elétrico para incentivar o uso e a produção de veículos do gênero no Brasil. Teremos a instalação de duas fábricas de carros elétricos no Brasil, em São Paulo e na Bahia, o que poderá favorecer a popularização. Já que a Paraíba será uma grande produtora de eletricidade renovável, por que não começar a fazer essa transição agora para ajudar o nosso meio ambiente e, ao mesmo tempo, diminuir os custos da máquina pública? Precisamos pensar sobre isso”, declarou o parlamentar.

Estima-se que o gasto gerado pelo uso dos automóveis elétricos é muito menor que o custo gerado pelo consumo dos automóveis movidos a combustível fóssil, já que os mesmos recursos gastos com um automóvel comum podem manter até três automóveis elétricos. A utilização causa, também, impactos positivos na emissão de dióxido de carbono (CO²), com a redução de aproximadamente 80% em relação a um carro comum. Além de melhorar o ambiente, a redução da poluição também traz impactos nas finanças dos municípios e do Estado, reduzindo gastos para sanar enfermidades.

Os dados são de estudos desenvolvidos na Universidade de São Paulo (USP), Universidade de Campinas (UNICAMP), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e de outras instituições pioneiras na pesquisa nacional sobre o tema.

“Ter carros elétricos é uma tendência no mundo e não é mais sinônimo de quem tem dinheiro. Quanto de combustível a Assembleia gasta por mês? A gente tem que fazer essa conta. Quando sugerimos ao presidente Adriano Galdino e ao Governo do Estado que a gente possa fazer a transição para a matriz elétrica, é saber quanto gastamos com combustíveis. Será que se fizer a conta e colocar carros elétricos, a gente não vai ter economia? E além disso tem a questão ambiental com a quantidade de monóxido de carbono que a gente vai deixar de jogar na nossa atmosfera”, questionou o parlamentar.

O tema também já foi pauta da Comissão de Ciência e Tecnologia (CCT), do Senado Federal, em março deste ano.

Emprego e renda

Ainda na tribuna, o deputado Chió chamou a atenção quanto à política governamental de geração de emprego e renda, que prioriza os grandes centros. “É preciso descentraliza tal política. É preciso gerar emprego e renda nos pequenos municípios, o que vai promover qualidade de vida no interior e, ao mesmo tempo, desafogar as grandes cidades”, arrematou.

Blog com Assessoria

Valter Nogueira
Valter Nogueira
Valter Nogueira de Amorim, jornalista profissional, é o editor-chefe do blog. Formado em Comunicação Social pela Universidade Federal da Paraíba (1988). Atuou nos principais jornais impressos do Estado, tais como A União, O Momento, Correio da Paraíba e O Norte. No campo administrativo, foi secretário de Comunicação da Prefeitura Municipal de Santa Rita (1997-2005), assessor de Imprensa da Prefeitura de Pedras de Fogo (2008). Exerceu, também, o cargo de gerente de Comunicação do Tribunal de Justiça da Paraíba, no período de fevereiro de 2015 a janeiro de 2019.

Compartilhe

Mais Lidas

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui